Monitores treinados em Brasília. Agora são milhares de monitores treinados em 54 anos de alfabetização e educação cristã (1962-2016), d...

Milhares de monitores treinados em 54 anos

By | segunda-feira, maio 09, 2016 Leave a Comment

Monitores treinados em Brasília.
Agora são milhares de monitores treinados em 54 anos de alfabetização e educação cristã (1962-2016), dos quais, 30 anos de Alfabetização pela Bíblia (1986-2016). Desde meu pastorado na Igreja Evangélica Batista em Frederico Westphalen – RS, (1961 a 1966) meu trabalho objetivou servir a Jesus em obediência total aos seus ensinos evangélicos, em suas colunas mestras, que chamo de quadrimensionais: A Igreja, o Ensino, a Misericórdia e as Missões. Em outras palavras: A fé, a razão, o amor e os sonhos.

                Desde muito cedo, qualquer irmão obreiro ou evangelista compreende, rapidamente, sem que alguém lhe chame a atenção, que não basta receber as contribuições financeiras do povo e retornar-lhes apenas as bênçãos espirituais. Todos sentem de imediato que a fidelidade e a perseverança dos santos em seus dízimos e ofertas, devem retornar em benefícios em todas as áreas de sua vida e de seus descendentes.

Como posso dizer ao meu irmão com fome: o Senhor lhe abençoe, vá em paz!; ou com frio: o Senhor lhe aqueça o corpo como está quente o seu coração; ou ao sem teto: o Senhor lhe seja por cobertura? Como esperar que o Senhor responda aos sonhos e anseios, quando em suas palavras, tão claramente, nos deu as respostas antecipadas? - Quais as razões de Jesus ter multiplicado os pães? - Para satisfazer a fome daquela multidão! Leia o diálogo entre Jesus e Filipe. (João 6:5-7) e verá que Jesus sabia por que ele estava provando Filipe.

Jesus sabia que o dinheiro do caixa, muitas vezes roubado por Judas, era também usado para comprar pães para o povo. Naquela hora eles não tinham em caixa dinheiro para tanto. Muitas e preciosas lições poderemos aprender se quisermos. Nunca a Igreja terá em caixa o suficiente para satisfazer a fome de todos. A solução está na fé! André levou o menino com sua pobre merenda a Jesus. É justamente isto que hoje a igreja precisa fazer. (João 6:8-13)

Estamos vendo a Jesus apenas como um profeta que havia de vir ao mundo, que multiplica pães para saciar a fome espiritual. (João 6:14) Eu quero lhes mostrar o Jesus que veio para ser o Salvador de todos os homens, satisfazer-lhes todas as necessidades, tanto as espirituais como as físicas, as racionais e as aspirações: Jesus, o Cristo, o Salvador do mundo.

Jesus disse: Eu tive fome e não me destes de comer. Eu tive sede e não me destes de beber. Eu padeci frio e não me agasalhastes. Estive preso e não fostes fazer-me uma visita. Será que Jesus exagerou ou nós não somos bons discípulos dele?

Jesus estava cansado da viagem, era mais ou menos meio dia quando assentou-se perto do Poço de Jacó. Chegou uma mulher para tirar água e Jesus lhe disse: Por favor, me dê um pouco de água! Você notou que a mulher não deu água para Jesus? Ao invés de dar-lhe água, ela colocou vários obstáculos. (João 4:7 em diante) Jesus pediu água e não lhe deram e na cruz lhe deram vinagre. É bem isto que na maior parte, como Igreja, estamos fazendo para Jesus. Porque quando deixamos de fazer a um dos pequeninos... "foi a mim que vocês deixaram de fazer", disse Jesus.

Hoje, existem muitas aplicações de dinheiro para a rádio e televisão, mas isto não fará  o povo cristão, pelo contrário, muitas aplicações feitas pelos líderes afastam as pessoas de Cristo. Estão aplicando em turismo, indo a Jerusalém para batizarem no rio Jordão, etc. Nada contra quem faça isto com o seu próprio dinheiro. Vão a Israel para trazer água da Galiléia. Vão para orar pelos fiéis nos montes da Palestina onde oraram Moisés e os profetas. Orar no Monte das Oliveiras, onde Jesus orou com seus discípulos, tudo pago com dinheiro do Caixa ou de ofertas especiais para orações especiais.

Apelo aos meus colegas pastores e líderes, que das ofertas e dízimos façam retornar pelo menos 25% em forma de aplicação na educação secular, 25% em ações sociais beneficentes, 25% no trabalho missionário e 25% é suficiente para a manutenção da estrutura da Igreja. Hoje há igrejas colocando dinheiro na poupança, outras objetivam somente a construção de templo. Ainda há aqueles que só vêem missões, aplicando o maior volume das entradas em programas de rádio e televisão para se tornarem megas pregadores. Meus irmãos, não se esqueçam de que somos apenas mordomos do Senhor, que nos pedirá conta de nossa administração.


Eu gostaria de pedir aos colegas pastores e aos pais que invistam um pouco, do muito que o Senhor lhes tem dado, na alfabetização de nosso povo e de seus próprios filhos. Não só em adultos, porque hoje a alfabetização de crianças também tem sido problemática. Portanto, amados irmãos, vamos investir na alfabetização de crianças, jovens, adultos e idosos.

DE MAIOR IMPORTÂNCIA – No programa de Alfabetização pela Bíblia!

NÃO EXISTE EM NENHUM OUTRO LUGAR NO MUNDO UM PROGRAMA QUE LEVE TÃO A SÉRIO A ALFABETIZAÇÃO, COMO EM  ALFABETIZAÇÃO PELA BIBLIA.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: